Sentir o nosso ADN, porque o ADN é muito mais que um partido

Tempo de leitura: 4 minutos

A hora de votar para um novo Governo está para breve. As legislativas de 10 de Março de 2024 estão à porta.
Existem muitos partidos a concorrerem às eleições. O partido ADN – Alternativa Democrática Nacional é mais um partido que está na corrida. Mas não nos identificamos de todo com os outros.
E porque estou eu a afirmar que não nos identificamos?
Porque motivo estou eu a afirmar que somos diferentes dos outros? Que o ADN é um partido diferente. Diferentes em quê? Diferentes para quê?
Somos em tudo diferentes e a nossa história mostra bem o motivo dessa diferença!
A nossa história é recente, pois os eventos que surgiram com a Fraudemia que apelidaram de Pandemia desde 2020 ditou uma acção cívica e política que nos diferencia de todos os outros.
Vou em traços muito largos e rápidos explicar a nossa história e quem somos. Só quem se identificar com a nossa história e com o que somos é que pode incorporar e apoiar a 100% o que defendemos e pretendemos atingir.


1º) O ADN É um partido Humanista que não pretende de todo enquadrar-se, categorizar-se como Direita, Centro ou Esquerda. Não é extremista, nem apologista de discriminar quem quer que seja. Pelo contrário, é defensor da LIBERDADE, IGUALDADE, EQUIDADE e DIREITOS HUMANOS.
O ADN tem uma história em que pessoas têm feito a real e dura RESISTÊNCIA em Portugal. Esta gente (que já digo quem foram os pioneiros) lutam desde o primeiro dia do ano critico de 2020 para divulgar, informar a verdade legal e científica junto do povo Português, apesar de ser alvo de ataques, desprezo, Bullying, injúrias e difamações por parte da sociedade em geral, e colegas de trabalho.
Os dois primeiros são advogados e os outros três são médicos conceituados e larga experiência clínica.

Sabem quem é o Dr. João Pedro César Machado? Sabem quem é o Dr. Bruno Fialho? Sabem por algum acaso quem é a Dra. Margarida Oliveira? O Dr. José Paulo Neuparth? Dr. Gabriel Branco? Sabem? Não sabem?

Estas pessoas colocaram-se desde 2020 no palanque em manifestações a troco de rigorosamente nada para vos informar. Para nos informar a todos, sobre os efeitos adversos das Injecções de alteração genética EXPERIMENTAL que chamam incorrectamente de Vacinas Covid-19, e elucidaram sobre as normas que a DGS, OMS, União Europeia, e o Governo Português implantaram no nosso dia a dia de forma completamente INCONSTITUCIONAL DESDE 2020.

Estas pessoas divulgaram e divulga a verdade. Fazem hoje parte dos corpos do ADN. Têm sido alvo de Bullying por parte dos seus colegas de profissão, pela Ordem dos médicos e até pela comunicação social, têm sido descredibilizados, atacados e mesmo assim, não baixam os braços. Não se calam. Pois sabem que a narrativa oficial é ilegal, e incorrecta e mais, põe em causa a nossa saúde física, mental, social e económica.

Sabem por algum acaso que o ADN, na pessoa do Dr. João Pedro César Machado, juntou-se a duas organizações de Espanha e Itália e processaram o Governo e o Presidente da República no Tribunal de Haia. Esta queixa é para acusá-los de genocídio. Sim… estamos a processar o Governo por levar o povo português a injectar-se com Injecções EXPERIMENTAIS QUE ESTÃO A LESAR A SAÚDE DOS PORTUGUESES E DE TANTOS NO MUNDO.


2º) o ADN nada pode ter a ver com o Partido CHEGA pois este, na pessoa do André Ventura, em 2020 e 2021 calou-se bem caladinho sobre os efeitos adversos das ditas vacinas que bem sabia, tal como nós no ADN, que só causam efeitos adversos, nomeadamente matam. Temos excesso de mortalidade desde 2022… o CHEGA para não perder eleitores, durante aquele tempo em que todos (ou a maioria) acreditou que a dita vacina vinha-nos salvar, não quis arriscar e perder eleitores…não quis perder o tacho…. Calou-se…
Quem constitui o ADN não se calou!
Pelo contrário… tem falado de forma continua, resiliente… procura trazer-vos a verdade. A consciência do que realmente se está a passar.
Não se esqueçam… quem é que está a processar no Tribunal de Haia o Governo por Genocídio? Não é o CHEGA, é o ADN.


3º) o ADN é bem mais que um partido político! Tem estatutos, tem HISTÓRIA.
História de uma dura resistência contra um Governo Genocida e Corrupto. Contra uma Agenda 2030, que pretende à viva força implantar a Nova Ordem Mundial. Se não sabem o que é a Agenda 2030 nem tão pouco o que é a NOM, perguntem-me. Perguntam a todos os que estão no ADN. Nós esclarecemos.

Por fim.
Quero deixar claro que quem quer apoiar o ADN e juntar-se a nós só pode ser gente que luta e defende estas ideias base.
Se não se revê nesta luta que se prevê dura, longa sem fim à vista, pode ir embora!
Depois destas minhas brevíssimas palavras de esclarecimentos sobre quem somos, vamos ver quem se realmente identifica connosco.
Aqui não se querem tachos.
Aqui não estamos à caça de votos.
Somos a favor da sociedade sã, física e mentalmente. Somos a favor da família. Somos a favor da integração das pessoas no nosso país de forma ordenada e produtiva. Somos a favor da saúde sem conflitos de interesse.
Queremos que as pessoas realmente aprendam, compreendam, se identifiquem e percebam a real situação que nos encontramos, aí sim, que se juntem a nós e façamos uma luta digna e honrada para acabar com este estado de sítio em que Portugal se tornou.
Retomar o esplendor de Portugal é o que nós queremos!

Autor

  • Anabela Morais

    Psicóloga Especialista Clínica/Saúde

    Pós graduação em Sexologia Educacional em Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica

    Pós graduação em Hipnose Clinica Experimental em Faculdade de Medicina ULisboa

    Pós graduação em processos de luto: abordagem integrativa em Faculdade de Medicina ULisboa

As tuas liberdades, direitos e garantias estão a ser violadas.

O ADN é o único partido que nunca permitirá que mexam nas leis fundamentais.

Junta-te a nós e saberás como ser um resistente às políticas globalistas.