PayPal multa em $2.500 quem publicar desinformação (julgada assim pela empresa)

Tempo de leitura: < 1 minuto

Será esta decisão da PayPal, em multar quem fale sobre algo que a empresa não aprove, o anúncio da chegada do Sistema de Crédito Social ao Ocidente, depois de já ter sido implementado na República Popular da China?

Depois dos confinamentos e das multas por comer sandes dentro do carro ou por estar a dar um passeio à beira-mar, será que, no Ocidente, já chegámos à penalização financeira de quem não cumpre os padrões que as empresas supranacionais definem?

Só depois desta empresa ter sido alvo de uma contestação sem precedentes é que decidiu voltar atrás na decisão criminosa de “multar com lápis azul”, para impor a narrativa do pensamento único.

Veja aqui na página oficial da PayPal as actividades proibidas que davam direito a multa: https://www.paypal.com/us/legalhub/acceptableuse-full?locale.x=en_US

Veja aqui a notícia do retrocesso da decisão: https://thebrag.com/paypal-says-it-wont-fine-customers-for-spreading-misinformation/

As tuas liberdades, direitos e garantias estão a ser violadas.

O ADN é o único partido que nunca permitirá que mexam nas leis fundamentais.

Junta-te a nós e saberás como ser um resistente às políticas globalistas.