Colapso do FTX | Lavar dinheiro e colocar as culpas nas cryptomoedas?

Tempo de leitura: 3 minutos

A lavagem de dinheiro pode ser feita em moeda física ou digital.

Todos nós reparamos que a p(l)andemia e a guerra foram formas de, como governos ocidentais encontraram seguem um caminho de “dar” dinheiro aos amigos, às grandes corporações farmacêuticas e de produção de armas. Mas não sendo isso suficiente, encontraram ainda outra forma de depauperar os erários públicos dos estados que, são nada mais nada menos o dinheiro dos contribuintes por intermédio dos seus impostos. E com a inflação provocada pela contínua impressão de moeda do Banco Central Europeu (BCE) para financiar guerras e outros apoios financeiros sem fim. Como se o dinheiro fosse deles …

Desta vez, mais um processo, em tudo corrupto ou no mínimo muito suspeito.

O governo ucraniano e a ajuda humanitária.

O governo ucraniano pela mão do seu presidente Volodomyr Zelensky aprovou em Março de 2022, um projeto de lei para legalizar as cryptomoedas, sancionou o projeto de lei “Sobre ativos virtuais”, que estabelece uma estrutura legal para o país operar num mercado regulamentado de criptomoedas, preparando uma estrutura para a regulamentação e gestão de cryptomoedas como Bitcoin e Ethereum.

De acordo com relatórios do Cointelegraph , Coindesk e outros estabelecimentos focados em cryptomoedas,  e empresas que lidam com outros ativos digitais, foram obrigadas a registar-se no governo para operar legalmente na Ucrânia, e os bancos poderão abrir contas para empresas de cryptomoedas.

Até aqui tudo parece a “Alice no país das bem feitorias”. Mas não, as cryptomoedas não precisam ser regulamentadas, as cryptomoedas são como qualquer moeda fiduciária, só devem sofrer taxas no acto de cambio e nunca consideradas como ativos financeiros.

No entanto, e a parecer que, o projeto de legalização era para o bem comum, isso não aconteceu, era mais uma jogada vinda do outro lado do atlântico.

Com a nova lei em vigor, o país faz uma parceria com a gigante de câmbio, a FTX, com sede nas Bahamas, com o intuito de converter rapidamente as contribuições de cryptomoedas vindas dos donativos, em moeda fiduciária.
Para isso, o governo ucraniano lançou um novo site de doações de cryptomoedas, simplificando o esforço multimilionário para transformar cryptomoedas em material de guerra.

Aid For Ukraine

A “Aid for Ukraine” (site entretanto desativado), noticiado a 14 de março de 2022 às 17:13 GMT por Danny Nelson em notícia da Coindesk, (um Website de cryptomoedas conotado mundialmente), refere que, todo este processo tem o apoio da Exchange de Cryptomoedas FTX, plataforma de Staking Everstake e da Exchange Kuna da Ucrânia e que encaminharia as cryptomoedas doadas ao Banco Nacional da Ucrânia, disse o chefe de crescimento da Everstake, Vlad Likhuta, à CoinDesk. O Ministério da Transformação Digital da Ucrânia também está envolvido. (Todo o Processo descrito no site da Coindesk).

Então onde entra toda esta polémica, e porquê mais uma vez entra à baila a família Biden e os Democratas Americanos. A culpa não é da cryptomoeda FTX, nem sequer de qualquer outra cryptomoeda.

A moeda foi utilizada para mais um esquema.

FTX e o circuito do dinheiro​

Tudo não passa de um esquema bem montado pelos democratas, para lavar o dinheiro dos contribuintes norte americanos.

“O congresso dos USA enviam dinheiro para a Ucrânia, a Ucrânia investe em FTX, a FTX doa o dinheiro aos democratas”. Tudo limpinho para “sonegar” o dinheiro do povo norte-americano, mascarado de ajuda humanitária para a Ucrânia.

  • Portanto, o dinheiro do povo norte-americano foi enviado para a Ucrânia pelos Democratas (com a desculpa das ajudas militares);
  • Sucessivamente, a Ucrânia investe esse dinheiro na FTX;
  • Em seguida a FTX doa esse dinheiro aos Democratas.

Tudo explicado no canal Rumble de um entusiasta de cryptomoedas chamado de Deception Bytes e também no reconhecido programa de Alex Jones Show de 13/11/2022.

O CEO FOI UM DOS MAIORES DOADORES DOS DEMOCRATAS EM 2022

A FTX e a bancarrota …
 
O CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, teve um papel muito relevante na política dos democratas, sendo, e de acordo com os Open Secrets, como o 2º doador individual do partido no ciclo eleitoral 2021-2022. , com doações que totalizaram 39,8 milhões de dólares.
 
Acima dele, só George Soros (com cerca de 128 milhões de dólares) e, logo abaixo, Michael Bloomberg (28,3 milhões).
 
CEO da FTX tinha prometido doar muito mais para os democratas no futuro, prevendo uma doação de 100 milhões de dólares em Maio e um “tecto flexível” de 1 bilhão de dólares para as eleições de 2024.
 
Publicado no jornal FORTUNE em 10/11/2022

Klaus Schwab e a seita

A seita do Schwab também não está isenta. Claro que basta ligar os pontos e a destruição por onde esta gente tem passado. Estes aconselhavam a FTX integrasse os sistemas financeiros dos governos.

A elite globalista de corruptos apressou-se rapidamente em remover todos os rastos do seu website do Fórum Económico Mundial.

Mas como todos sabem, uma vez na Internet, para sempre na Internet.
Estão tão desesperados a tentar destruir as economias ocidentais, que é cada tiro cada melro.

Removido do site do Forum Económico Mundial a 12 de Novembro de 2022. Mas podem consultar aqui.

 

 
 

 

 

Autor

As tuas liberdades, direitos e garantias estão a ser violadas.

O ADN é o único partido que nunca permitirá que mexam nas leis fundamentais.