Eleições Conselho Nacional ADN 2022/2025

Caros/as Militantes,

Informamos que foi entregue uma lista candidata ao Conselho Nacional do ADN, para o triénio 2022/2025, à qual, para efeitos de boletim de voto, foi atríbuida a letra A, nas eleições que irão decorrer no I Congresso do ADN, que se irá realizar no próximo dia 28 de Maio, entre as 14 horas e as 18 horas, no Salão Nobre do Palácio Baldaya, sito na Estrada de Benfica 701-A, em Lisboa.

Os elementos que compõe a lista candidata ao Conselho Nacional são os seguintes:

Gabriel José Martins das Neves Branco (Presidente); João Pedro César Machado (Vice-presidente); António Eduardo Ribeiro Pais de Sá; António da Silva Arantes; Anabela Seabra Rodrigues; Carla Justina Salvaterra Pensava; César Augusto Jorge Moniz; Felipe de Carvalho Damasceno; Joana Manuel Correia de Carvalho da Silva, Joaquim Ernesto Leal Torres; José Paulo Neuparth Vieira Fernandes; Júlia Fernanda Moreira Leites; Luis Filipe Neves de Belo Morais; Manuela Graça da Silva; Maria Margarida Gomes de Oliveira; Nuno Miguel Queiroz Leitão Dias; Renato Moreira Franco da Silva; José Roberto Alves Araújo Jardim; Roberto Pereira Barbosa; Rodolfo dos Santos Alves Cardoso Rodrigues; Vanda Patrícia Pereira Martins; Nuno Miguel da Trindade Santos; Paula Cristina Pereira Martins; Raul José Arcas Ferreirinha; Joana Fernanda Dende.

Suplentes 

Cláudio Dinis Duarte Costa Pereira Batista; Nuno Alexandre de Sousa Almeida; Isabel Pedro Mendes da Silva Modesto

Relembramos que, o escrutínio é secreto e a identificação do eleitor pode ser certificada mediante exibição de um documento oficial com fotografia e nome completo. 

O exercício do direito de voto por correspondência deverá observar o seguinte:

– o boletim de voto encontra-se em anexo e deve ser impresso pelos militantes;

– o boletim de voto deve ser dobrado, pelo menos, duas vezes, e introduzido num envelope fechado onde o eleitor escreverá, apenas, o seu nome em letra legível e a sua assinatura;

– este envelope deverá ser introduzido num outro que terá dentro uma fotocópia de documento de identificação válido para o exercício do voto presencial;

– o envelope/capa deverá ser remetido por correio registado para a nossa sede nacional

Após o fim da votação presencial, a urna será selada e o Presidente da Comissão Eleitoral transportá-la-á consigo para sala reservada a que só terão acesso o coletivo da Comissão Eleitoral e os escrutinadores nomeados pelas listas candidatas.

Neste acto, serão abertos os envelopes com os votos por correspondência, sendo os boletins de voto introduzidos na urna e os nomes dos respetivos votantes descarregados nos cadernos eleitorais.

Add Your Comment